Detalhes do Texto

Compartilhado em:
6 de Outubro de 2012
Posição no Ranking:
3º
Nota Média do Texto:
10
Número de Avaliações:
2
Autor:
Cristiano de Aguiar
O texto 'O mensageiro das estrelas' é de propriedade de Cristiano de Aguiar e não pode ser reproduzido sem aviso prévio do autor.

O mensageiro das estrelas



Fim



Comentários



Há 2 comentários:
  • Eduardo Luiz

    comentou em 06/10/2012 12:36:13:
    Um abrasivo e suspensivo poema para as simplicidades que labutam o dispare. A figura central do poema é tão referenciada e idolatrada, que fica impossível não criar na mente um furacão contrário ao seu valor. Cervantes mesmo dizia que nem toda beleza inspira o amor. E é uma verdade absoluta que trocas de valores estão intimamente ligados a abandonos outrora subjugados. A lua, assim como as estrelas, sendo um ser tão sobressaliente aos outros é uma proposta individual do poema, mas é certo que ela se torna um ponto comparativo a coisas mais palpáveis e carnais que, aparentemente, possuímos. Mas acredito ter adquirido o ponto base para dar o parecer final quando diz que falar das estrelas é simplesmente falar das estrelas. Em momentos em que pessoas falam coisas obvias e de senso comum para se elevarem a níveis fantasmas maiores, aqui se fala de momentos que não é o conhecimento que se dispõe a frente, e sim a essência do existencialismo eterno.

  • Debora Aguiar Silva

    comentou em 09/03/2013 11:15:31:
    lindo poema!


© 2017 Templo de Atena. Todos os Direitos Reservados