Detalhes do Texto

Compartilhado em:
3 de Outubro de 2012
Posição no Ranking:
20º
Nota Média do Texto:
8,75
Número de Avaliações:
2
Autor:
Eduardo Luiz
O texto 'Jantando Com Deus no Inferno' é de propriedade de Eduardo Luiz e não pode ser reproduzido sem aviso prévio do autor.

Jantando Com Deus no Inferno



Fim



Comentários



Há um comentário:
  • Cristiano de Aguiar

    comentou em 22/10/2012 22:25:52:
    Ao que pude interpretar desta poesia, vejo aqui um contexto de idéias talvez proveniente de um de nossos eternos debates a respeito da religião. E não posso deixar de concordar com o que expõe. O título em si já é uma obra de arte a parte porque, a primeira vista, soa como uma grande blasfêmia. Somente uma interpretação profunda, acompanhada de uma prévia reflexão a respeito de alguns temas outrora indiscutíveis a respeito de religião, nos permite ver que na verdade, pode-se tratar de uma velada ‘crítica’ a respeito de alguns valores que o homem tem adotado quanto ao seu posicionamento religioso. Tal crítica torna-se mais ‘latente’ no corpo da poesia, e é isso que a torna magistral. A única excessão a isto consiste em um trecho que para mim, foi um tanto repulsivo (pela parte do vômito), e com uma construção de palavras não muito clara: ‘Vômito é revirado no lamaçal pelo mendigo colorido pelo circo do inimigo, É tramado trabalhos e resquícios de cadáveres indicam que foram bem tramados’. Se talvez você pudesse ter simplificado em palavras o que quis dizer neste trecho, com certeza esta poesia merecia até mais do que uma nota 10.


© 2017 Templo de Atena. Todos os Direitos Reservados