As 30 Maiores Personalidades Da História

Publicado 6 Abril, 2013 por C. Aguiar; E. Luiz   


De personalidades os livros de história estão cheios. Sempre algum grande nome se sobressaiu em determinada época. Porém, existem pessoas sem as quais, sua vida, a vida no planeta de maneira alguma seria a mesma. Seja por seus trabalhos, suas ideias, mesmo suas crenças e ideologias, algumas pessoas realmente foram ‘imprescindíveis’ na história da humanidade. Já pensou em viver sem a eletricidade, que tanto facilita seu dia? Como seria passar suas noites sem o conforto da luz, que uma lâmpada funciona? Já se imaginou sem poder se submeter à uma cirurgia simples, correndo riscos imensos devido à ameaça de contaminações hospitalares? Como seria viver sob um calendário diferente do nosso, em que a existência de um único homem foi capaz de definir um antes e um depois?

Alguns grandes feitos da humanidade foram alcançados por pessoas comuns. Por exemplo, o cientista alemão Albert Einstein revolucionou a física, mas até os 4 anos de idade, não sabia pronunciar uma única palavra. Thomas Alva Edison, que patenteou mais de 2500 inventos ( o mais importante deles foi a lâmpada incandescente com filamentos de bambu carbonizado) e ergueu um império, não chegou sequer a terminar os estudos básicos. O grande maestro e compositor Beethoven perdeu gradativamente a audição devido à uma doença. Gregor Mendel era um monge sem muitos créditos, por gostar de “cruzar plantinhas”. Isaac Newton tinha um comportamento “excêntrico”. Seres humanos com aspirações, defeitos, passatempos, sonhos. Pessoas geniais? Sim. Mas antes de tudo, seres humanos como todos nós. Existe também seu ponto negativo? Sim. Adolph Hitler, a personificação do mal na humanidade, e um dos nomes rostos mais conhecidos da história. E você irá se perguntar por que ele está nesta lista, repleta de nomes que fizeram belos trabalhos. Após Hitler, o homem começou a respeitar mais o seu semelhante, e a pensar duas vezes antes de entrar em uma guerra. Seu legado maldito ajudou o homem começar a pensar duas vezes antes de agir, como a história mostrou. O mundo chegou perto, mas felizmente, após a guerra iniciada pelo ditador nazista que trouxe tanta destruição, o ser humano passou a colocar a mão na consciência antes de qualquer ato belicoso.

Bem, certamente que existem outros calendários e, certamente que alguns dos feitos alcançados pelas pessoas presentes nesta lista, se não fossem feitos por estes, seriam feitos por outros. Mas a vida e o trabalho destes mudou a vida em grande parte da humanidade, ou pelo menos influencia de modo significativo. A equipe do Templo de Atena, com base na relevância das obras, e na influência que tais feitos tiveram no curso da humanidade, selecionou, procurando abranger todas as eras conhecidas da humanidade, os 30 maiores nomes de todos os tempos. Desde Menés, primeiro governante Egípcio, até Steven Weinberg, vanguardista das novas teorias da física, nesta lista encontram-se algumas das pessoas que contribuíram de modo decisivo para construir o mundo da forma como ele é. Você concorda com a lista? Discorda? Leia e confira.




30º Vasco da Gama

Nasceu em Portugal em 1460 ou 1469 e morreu na Índia em 1524.


Vasco da Gama

Importações e exportações são algo muito importante para um país. Para que muitos alimentos hoje estivessem presentes na dieta dos brasileiros, como exemplo, foi necessário que alguém o trouxesse de outro local e cultivasse aqui ou que fosse trazido em algum navio de importação. E a lista de alimentos oriundos de outros países e regiões são bem maiores do que você pensa, imagine que a cerca de quinhentos anos atrás nossas terras jamais haviam cultivado abacate (vindos da América Central), banana, maça, laranja, limão, manga (todos esses últimos vindos da Ásia), melancia (África), uva (Europa), e até mesmo o arroz e feijão do dia-a-dia não são nativos do Brasil. E ao mesmo contorno se não fossem nossas terras o mundo não teria experimentado o maracujá, a goiaba e o abacaxi. Tais contornos de semeação desses produtos tiveram causas de migração de povos, ou o mais importante para isso, às longas viagens de exploração de terras acontecidas vários anos atrás. Portugal foi um dos grandes países descobridores e colonizadores que o mundo teve. Para isso velejaram inúmeras vezes enfrentando vários obstáculos da época, em si a história começa quando descobriram as ilhas Canárias (hoje um arquipélago espanhol, que fica ao largo do reino de Marrocos no extremo noroeste da África) em 1336, e teve um fim ao descobrir o Equador trezentos anos depois. Porém nenhuma descoberta foi mais importante do que o caminho para Índia, feita por um homem chamado Vasco da Gama.

Gama quando chegou à Índia, provavelmente não tinha a ideia de que teria quebrado um recorde mundial: a da viagem mais longa realizada por uma navegação na história. Para isso o rei Manoel I o deu quatro naus (como eram conhecidos os navios da época) com capacidade de quase duzentos homens ao todo, uma das naus, o São Gabriel, foi construído exatamente para a viagem. Percorreram a parte litoral do continente africano, ao extremo noroeste ao leste e sul respectivamente, e uma parte do sudeste até chegar ao continente asiático, e assim à Índia em 1498. A viagem durou cerca de 10 meses, e foi como dizem no exército, mais para reconhecimento do local do que para exploração propriamente dita. Já a segunda viagem comandada também por Gama, embora o convidado para tal navegação fora Pedro Álvares Cabral primeiramente, teve intensões mais claras e com intuitos mais ofensivos também. E foi nestes momentos que Gama entrou para história como o maior velejador que o mundo já conheceu, não apenas pelos seus conhecimentos náuticos, mas também por sua perspicácia de comandos para guerras (ele quem retomou um forte invadido por muçulmanos estabelecido pelos portugueses, algo que Cabral e João da Nova não haviam conseguido realizar), além de diplomáticos (seu bom relacionamento com o rajá – nome dos reis indianos – foi essencial para as propostas portuguesas), assim como seu senso politico (ele seria mais tarde nomeado um dos governantes da chamada Índia portuguesa) e outros que certamente foram vitais para suas missões como um todo. Quando chegou à Índia pela primeira vez proferiu a famosa frase ao ser questionado o que queria ali: ‘procuro por cristãos e especiarias’. E essa frase teria um significado grande para as condutas portuguesas em outras terras (e nós saberíamos bem disso), e em questões de especiarias a Índia iria trazer para o continente europeu (e para o mundo como um todo) novos temperos e gostos anteriormente não imaginados, algo que agradava muito o reino português, principalmente pelo preço exorbitante em que revendia tais produtos. Vasco da Gama foi um português que tiraria seus conhecimentos de pesca na infância, do seu pai também navegador, além da astronomia e matemática para facear o mundo, tanto de forma metafórica como literal.

- E. Luiz


29º Adolf Hitler

Nasceu em 1889 e morreu em 1945 em Berlim.


Adolf Hitler

Estamos em um ano qualquer. Um país também qualquer é uma grande potência, e há vários estrangeiros vindos para o país, mais qualificados eles crescem mais e se tornam mais ricos e comandam algumas áreas do país. Em um lugar qualquer temos um grupo que começa a discutir tal fato e enxerga nesses estrangeiros uma ameaça potencial a nação, pois toma o espaço e emprego que consideram ser das pessoas que nascem ali, prega-se aqui neste grupo a necessidade de tornar o país mais puro e começa uma perseguição implícita que aos poucos se torna explícita o suficiente para se tornar uma revolução. Pode parecer um pouco exagerado tal fato ter sido a força motriz para a criação do partido mais aniquilador da história, mas o nazismo teve seus precedentes. Durante a história é fato que dividir terras foi algo que dividiu também a mente humana, claro que a maioria deles foi pelo fator ganância e outros por egocentrismo mesmo. Citam-se aqui desde o antigo império romano, até a invasão do Iraque recentemente. É claro que nada se compara ao que foi feito na segunda grande guerra mundial, principalmente pela desumanização na qual foi atrelada a caça aos judeus. E isso tudo se deve a uma mente que possivelmente pensava que estava fazendo o bem pela humanidade, ou em si, o homem mais famoso do planeta nos últimos (pelo menos) cem anos, Adolf Hitler.

O Führer (título que significava ser o condutor do nazismo) Adolf Hitler estava em uma condição incomoda no ano 1945, último ano da guerra. Embora pregasse o nacionalismo para que a população e seu exército fossem firmes contra as forças soviéticas chegando ofensivamente o suficiente para tomar Berlim, todos sabiam que a guerra estava acabada – pelo menos do lado ocidental – e tais investidas só serviriam para dar um pouco mais de tempo de vida para o já debilitado Hitler, que sofria de mal de Parkinson (doença na qual há disfunção dos neurônios no cérebro) e estava vendo o seu sonho de dominar o mundo ir embora. Porém, para o seu próprio bem ele se suicidou quando as tropas já tomavam Berlim.

Austríaco, Hitler nasceu em 1889 (mesmo ano em que a Torre Eiffel é inaugurada). Problemas com disciplina na juventude fez com que seu ingresso na Academia de Belas-Artes de Viena tornasse inviável. Porém ele achou um sentido ao ter aulas com Leopold Poetsch, que dera ao jovem Hitler caminhos para se tornar um antissemita (pessoa que é preconceituosa aos judeus) e também seguir o pensamento Pangermanismo (movimento que procurava unir os povos germânicos). É importante dizer que Hitler não foi precursor de nada em relação ao ódio aos judeus, várias cidades alemãs tinham fortificado um empenho hostil aos judeus, ou seja, o país (em boa parte) ansiava pelo o que estava por vir anos à frente. A participação de Adolf na primeira grande guerra deu a ele os anglos necessários para que anos depois pudesse ser vitorioso na guerra (e claro que Himmler foi também um grande responsável pelas vitórias nazistas). Depois de assumir a Alemanha (de forma um tanto autointitulada), o Führer logo deu início a uma poderosa propaganda contra os judeus, pregava-se nas portas dos estabelecimentos deles um aviso que dizia aos alemães (embora isso seja ambíguo, já que vários judeus ali tinham nascido na Alemanha) para que não comprassem deles variados artigos. É importante tomar por alguns segundos a posição de judeu na época vendo a eminencia de algo ruim para acontecer. Porém o mundo não estava preparado para tanta maldade, o holocausto (que tem significado de ‘todo queimado’ em grego) teve como consequência a morte de seis milhões (!) de judeus (embora o número não chegue perto dos dezessete milhões de soviéticos na guerra). Há a discussão se o Holocausto foi premeditado ou não (como uma consequência do número muito alto de judeus nos campos de concentração houve a necessidade de diminuir isso os matando desde fuzilamentos, gás venenoso e inanição), com tudo isso Hitler se tornou um homem enigmático, tanto por seus motivos de ódio quanto a procura de alguns biógrafos de humaniza-lo um pouco diante de tanta monstruosidade. Claro que é necessário dizer que isso não teria ocorrido com o apoio da população dos países do eixo, e isso é pouco espantoso, já que Hitler era o cabeça do movimento mas quantas pessoas que o apoiaram incondicionalmente seguiram suas vidas tranquilamente depois do final da guerra como pessoas que não tivessem feito nada? Porém é a reação que soviéticos tiveram ao ver milhares de perseguidos pelo nazismo em condições desumanas que Hitler está nesta lista, ou seja, para que isso nunca mais ocorra (embora seja correto dizer que a situação de países em extrema miséria não distancie muito de tal situação, e enquanto isso países investem no setor bélico ao invés de ajudá-los, o que quer dizer que a ganância e o egocentrismo por terras e poder ainda deixa o Holocausto vivo).

- E. Luiz


28º Marie Curie

1867 - 1934


Marie Curie

A polonesa de nascimento Maria Sklodowska foi uma mulher à frente do seu tempo. Marie Curie, ou Madame Curie, como ficou mundialmente conhecida, foi importante peça da revolução que a física e a química sofreram no final no século XIX e começo do século XX. Mas, talvez até mais do que suas contribuições para a ciência, a trajetória que a tornou uma das maiores cientistas da história, faz Marie um dos maiores nomes que a humanidade conheceu.

Marie Curie tinha tudo para não chegar nem perto de onde chegou. Mas, sua história prova que independente das condições, uma pessoa é a única responsável do que fazer com sua trajetória de vida. E ela não se conformou com o que tinha. Nascida em uma família rica, mas que perdeu boa parte de seus bens após um levante nacionalista em sua pátria, além da pobreza que se instaurou em seu lar, Marie viveu em uma época em que ser mulher era algo complicado, devido às limitações que estas sofriam pela sociedade. Marie teve que estudar por conta própria, e trabalhar arduamente, até que pudesse iniciar seus estudos em nível superior. Mesmo quando começou de fato a estudar em uma universidade, Marie passou por momentos difíceis, mas, se formou, e depois, trabalhando ao lado do seu marido, o físico francês Pierre Curie (estudioso especialmente da área de cristalografia, na qual foi um dos pioneiros), descobriu dois novos elementos químicos, o Polônio e o Rádio, e com seu marido se tornaram, de certo modo, pais da teoria radioativa. Por seu trabalho, Marie Curie, em mais uma proeza, foi a primeira mulher a receber o prêmio Nobel de física. No ano de sua morte, 1934, atingiu outro feito que demoraria anos para ser repetido, laureando-se novamente, e em áreas distintas do conhecimento científico. Sua grandeza de caráter fez com que Marie nunca patenteasse suas descobertas, para que toda a comunidade científica pudesse pesquisar melhor sobre a radioatividade de tais elementos.

Marie sofreu preconceitos, foi uma mulher pioneira em vários aspectos, e hoje é um dos maiores nomes da física moderna. Tudo isto vindo de alguém que, teoricamente, não tinha muitas condições de chegar aonde chegou. O grande legado de Marie é justamente este: não existem desculpas para não lutar, quando se quer algo. Porém o contato direto e contínuo com a radiação terminou por afetar imensamente a saúde desta grande mulher, que faleceu antes de receber o segundo prêmio Nobel que havia vencido.

- C. Aguiar




Comentários



Há 11 comentários:
  • cler

    comentou em 14/07/2015 14:46:43:
    saite dedicado para os melhores xenti ;*

  • jusa

    comentou em 14/07/2015 13:50:04:
    esse saite é muito bom para pesquisar coisas mundialmentes interessantes

  • TyronePt

    comentou em 21/05/2015 03:14:22:
    http://buygenericlevitraonline.net/ buy levitra online http://buygeenricporpeciaonline.net/ propecia online http://prezzocialisgenericoonline.com/ cialis prezzo http://comprarcialisgenericoespana10mg.net/ cialis generico

  • TyronePt

    comentou em 20/05/2015 06:00:36:
    http://buygenericlevitraonline.net/ generic levitra http://buygeenricporpeciaonline.net/ propecia online http://prezzocialisgenericoonline.com/ acquisto cialis http://comprarcialisgenericoespana10mg.net/ comprar cialis

  • Stevenzes

    comentou em 18/05/2015 03:00:28:
    http://buygenericlevitraonline.net/ buy levitra online http://buygeenricporpeciaonline.net/ buy propecia http://prezzocialisgenericoonline.com/ cialis generico http://comprarcialisgenericoespana10mg.net/ cialis generico

  • Pedro hipólito

    comentou em 13/05/2015 18:18:28:
    Parabéns aos produtores!

  • HowardSerb

    comentou em 23/04/2015 16:10:46:
    http://buycheapgenericcialisonlineusa.com/ buy cialis cheap http://achatcialisgeneriquepascher.com/ acheter cialis http://acquistarecialisgenericoitalia.net/ cialis acquistare http://comprarcialisgenericosinreceta.com/ comprar cialis

  • Fiamma

    comentou em 12/02/2015 17:18:00:
    Maomé deveria ficar entre os 30.

  • Alfredo

    comentou em 20/04/2014 16:11:26:
    Parabéns a quem teve a ideia deste site, nada imparcial, grandiosa a iniciativa e boa explicação do por que desta lista.

  • Matheus Sampaio

    comentou em 10/03/2014 15:09:18:
    Cade Leonardo da Vince ele foi pinto anatomista filósofo cientistas inventor e e.t.c.

  • Felipe

    comentou em 06/12/2013 11:10:28:
    Embora sejam discutíveis algumas presenças ou ausências, o primeiro lugar e indiscutível!


© 2017 Templo de Atena. Todos os Direitos Reservados