Os 10 filmes de terror sobrenatural mais assustadores da história

Publicado 30 Outubro, 2015 por E. Luiz   


Talvez você não concorde muito com a lista de filmes que escolhemos, mas certamente deve concordar que eles são ícones do que chamamos de melhores filmes do gênero terror sobrenatural.

É importante que esse sobrenatural seja levado em conta porque com isso deixamos de colocar filmes magistrais do cinema que contenham o rótulo apenas de terror. Por exemplo, O Tubarão é desse gênero!! Ao mesmo tempo em que Psicose, O Silencio dos Inocentes, entre outros, que não entram aqui por não se tratar nada de sobrenatural - adicional que normalmente traz algo a mais neste famoso, e nem sempre muito querido por algumas pessoas, que é o terror. Mas sejamos sinceros que nenhum gênero cinematográfico traz tanta conversa entre amigos do que este – exceto ficção cientifica talvez.

Portanto, a lista de filmes aqui contém aqueles que de alguma forma assustam ou deixam você com medo; e é interessante que a temos um bom número de produções lançadas neste século. Ao mesmo tempo em que os principais são os mais antigos. Natural pelo fato que estes são a base para os filmes do gênero nos dias de hoje. Se acha que há filme sobrenatural que cause mais medo e arrepios do que os listados aqui, comente abaixo e compartilhe conosco!




10º A Invocação do Mal

The Conjuring - 2013


A Invocação do Mal

Talvez não um novo clássico do gênero no cinema, mas mesmo assim um respiro nesses últimos tempos para os filmes de terror na grande tela. Um grande sucesso nas bilheterias e críticas muitos positivas, este filme ganha força por ser baseado em uma história real – embora se falando de enredos que tratam de coisas sobrenaturais este rótulo nunca pode ser considerado como algo realmente aplicável. Tirando o final ruim, o filme como um todo é muito bem conduzido, contendo cenas assustadoras e que deixaram o espectador com certo desconforto ao deixar a luz apagada quando dormir. Muitos citam que este filme assusta por utilizar técnicas antigas do gênero, sem uso de mecanismo artificiais para o mesmo. O que deixa um ponto positivo para que consiga sobreviver como um bom filme durante os anos.



9º Atividade Paranormal

Paranormal Activity - 2005


Atividade Paranormal

Verdade que este filme deve muito a sua existência a um outro também presente nesta lista, mas seu potencial foi conseguir tirar a essência do mesmo para uma roupagem bem mais atual. Ou seja, a assombração de algo mal sobre um casal que começa a gravar a casa onde moram afim de descobrirem o que está acontecendo. O filme é sim muito lento, entediante no começo, mas nos últimos momentos consegue deixar uma marca de terror muito bem conduzida. Esqueça as continuações deste filme, o primeiro é onde mora o mal que sem compromisso e razão para existir aterroriza o casal e quem está do lado de cá.



8º O Exorcismo de Emily Rose

The Exorcism of Emily Rose - 2005


O Exorcismo de Emily Rose

Este filme ganha principalmente por conseguir ter cenas originais em um enredo realmente já muito utilizado no cinema do gênero: exorcismo. Baseado em uma história real, o filme se apoia na moça que dá nome ao filme, na qual começa a ser possuída por uma legião de demônios. O grande ponto aqui é que a produção não fica apenas no gênero terror, mas também se torna um filme de tribunal. É difícil depois de assistir ao mesmo não ficar na cabeça ‘as 3hrs da manhã’, assim como outros acontecimentos que vão envolvendo a advogada que precisa defender o padre que supostamente foi o culpado pela morte de Emily Rose durante as sessões de exorcismo. O melhor filme de exorcismo do século 21 até o momento.



7º O Chamado

The Ring - 2002


O Chamado

Quando se assiste a versão japonesa e original deste filme se tem a sensação de estar vendo exatamente o mesmo filme da versão americana, porém com atores diferentes. E basicamente a mudança é essa. Acontece que a versão americana foi escolhida aqui pelo trabalho realmente estupendo com a fotografia do filme. Cada quadro é realmente montado para ficar na cabeça horas e horas depois de ter assistido. E sim, o filme é aterrorizante. O enredo se baseia em uma fita que quando se assiste, você recebe um telefonema dizendo que irá morrer depois de sete dias. Típico cenário de terror japonês. Isto adicionado a direção marcante de Gore Verbinski torna O Chamado um adicional importante na linha do tempo dos bons filmes de terror.



6º A Bruxa de Blair

The Blair Witch Project - 1999


A Bruxa de Blair

Entre todos os filmes lançados de terror no cinema, apenas O Exorcista consegue superar este no quesito ‘impressionar o mundo’. Muitos consideram este filme o divisor de água no mundo cinematográfico quanto a usar a internet como marketing. E A Bruxa de Blair deve muito seu sucesso a este fato. Vendido como um vídeo real, temos aqui jovens que planejam descobrir se a história de uma bruxa que assombra uma floresta é realmente verdadeira. Muitos filmes do século 21 se baseiam nesta produção seguindo a característica: nada acontece no início até uma certa parte (da metade final à frente) em que tudo começa a ficar realmente assustador. Considerado pela crítica um dos melhores filmes de terror da história na qual não se precisa usar nenhuma técnica ou grande tecnologia para assustar.



5º A Profecia

The Omen - 1976


A Profecia

Extremamente atual e ainda consegue impressionar os mais exigentes do gênero de terror. Damien é o menino que veio para cumprir a profecia do apocalipse, na qual o Diabo iria nascer na terra em carne e osso. Ou seja, o próprio anticristo. E nada mais propenso para isso do que nascer em uma família na qual o pai é um embaixador dos EUA, protagonizado aqui por Gregory Pack no papel de Robert Thorn. Refilmagens foram feitas, assim como continuações, mas nenhuma até agora conseguiu superar a obra de Richard Donner. Obrigatório para qualquer fã do gênero.



4º O Bebê de Rosemary

Rosemary's Baby - 1968


O Bebê de Rosemary

Em questão de qualidade, este é o melhor filme de terror da história do cinema. É onde possui a melhor direção (Roman Polanski começando sua carreira em terras americanas), as melhores atuações e personagens (Mia Farrow no papel principal com uma frágil interpretação, cabendo perfeitamente ao personagem; John Cassavetes no papel de marido de Rosemary; e a sempre espetacular atuação de Ruth Gordon, aqui como Minnie Castevet), assim como o melhor ambiente para causar medo. Mas o medo aqui é abstrato, não se baseia em sustos ou algo do tipo, e sim em cenas marcantes assim como procura que o espectador compartilhe o que Rosemary passa em cada cena do filme. Não há cena na qual ela não esteja. A parte final mostra, aos gritos de ‘Satã’, o bebê de Rosemary, que nos dá a chance de ver se este é mesmo ou não o anticristo na qual se baseia o enredo.



3º Os Outros

The Others - 2001


Os Outros

Seguramente um dos filmes mais geniais do gênero já produzidos no cinema. Aqui conta a história de uma mãe (Nicole Kidman) viúva que tem a missão de cuidar dos seus filhos que tem uma rara doença: são fotossensíveis. Com isso são obrigados a viver em uma enorme casa onde a luz do sol não pode entrar. As coisas começam a mudar quando três pessoas aceitam trabalhar na casa. A assombração aqui, como descobrimos no final, é totalmente inversa a tudo que poderíamos pensar durante o filme.



2º O Sexto Sentido

The Sixth Sense - 1999


O Sexto Sentido

Shyamalan pode estar com a carreira fora do baralho dos grandes filmes de Hollywood nos dias de hoje, mas O Sexto Sentido é um filme que seguramente estará na história do cinema. Do lado bom claro. Com uma filmagem simples, Shyamalan roteiriza a história de um menino que vê ‘gente morta’. O grande ponto aqui é o enredo em que se enquadra Bruce Willis no papel do Dr. Malcolm Crowe, que tenta ajudar o Malcolm (Hlaey Joel Osment), que segundo ele sofre de alucinações. O final divide opiniões ao mesmo tempo em que surpreende. Um clássico.



1º O Exorcista

The Exorcist - 1973


O Exorcista

É difícil imaginar para aqueles, que assim como eu, não tiveram a oportunidade de ver este filme durante o seu ano de lançamento. Nunca antes no cinema haviam feito algo tão aterrorizante. Embora, diga-se de passagem, o cinema sempre tenha flertado com filmes de terror. Mas não igual a este. O mal aqui é feio, aterrorizante, violento, enfim, o demônio é tratado como uma figura repulsiva em seu estado máximo. A roteiro é baseado num livro, livro este que se inspirou em um acontecimento – supostamente - real de um menino que foi possuído e causou pânico na época. O filme ganha aqui pela direção obsessiva de William Friedkin por querer que as coisas pareçam reais, e embora na época isso tenha causado incomodo para quem estava no set de filmagem, hoje isso é o que torna a produção extremamente atual. Um padre sem fé, uma menina inocente que brinca com um amigo invisível, uma mãe protetora, um padre experiente que confronta com seu algoz anos depois, enfim, personagens ícones de um filme de terror eterno.





Comentários



Nenhum comentário.


© 2017 Templo de Atena. Todos os Direitos Reservados